Larga vida para as franquias alimentação

O mercado de franquias no Brasil está num momento espectacular. Cada dia mais.  No Infofranquias fazemos marketing para franquias, e posso afirmar que trata-se de mais avançada divulgação que existe atualmente no Brasil. Mas para oferecer aos nossos clientes a divulgação que ajusta-se as necessidades de cada franqueadora e básico conhecer minuciosamente os setores e estar atualizado nos diferentes setores do mercado de franquias no Brasil.

Depois de ter analisado os setores, um setor no que observamos uma grande demanda de marketing por parte dos nossos clientes é o setor das franquias alimentação.

O setor da alimentação é um setor muito sólido, com ratios de crescimento grandes e numeros impresionantes.

Comer fora de casaé uma rutina para os brasileiros

Comer fora de casa ou dentro com o delivery já é uma rutina para os brasileiros que gastam 30% da receita destinada em alimentação familiar em refeições fora de seus lares. Nos Estados Unidos, os números atingem o 50%, com a evoluçao do Brasil alcançaremos este nivel aprox. em 2020.

As mudanças na sociedade nos últimos anos com o ritmo frenetico da vida moderna, o trânsito, o ingresso da mulher no mercado de trabalho, e a elevação da massa salarial, pelos maiores salarios e a maior oferta no número de postos de emprego. Alem das grandes distâncias que obliga ao brasileiro a fazer refeições fora de casa. No horário das refeições, quasi 60 milhões de pessoas alimentam-se fora de fora de casa. Todo isto faze que os negócios de fast food alcançam uma receita de R$ 60 bilhões por ano!!!

A escolha é clara, segundo a Abrasel–SP (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), 70% dos restaurantes não sobrevivem ao segundo ano de funcionamento. A franquia é a melhor escolha para evitar fechar no seguno ano, alem que os clientes que comem fora são sensiveis ao preço. As economias de escala geradas por as franquias permitem lhes oferecer preços muito mais competitivos que os restaurantes convencionais. Quem come fora todo dia faz é sensivel ao preço para pagar as contas do fim do mês. O brasileiro gastará, em 2012, aprox. em média, até 30% de sua renda com alimentação fora de casa e em 10 anos  Brasil chegará a 50%, o que garante ao setor alimentação uma larga vida.

Segundo a ABF, a Associação Brasileira de Franchising, em 2010, o setor de Alimentação cresceu 39,9% em relação ao ano anterior. Mas cuidado, a dificuldade de iniciar e manter um negócio de pequeno porte concorrendo com as grandes redes alimentícias é real.

Lanchonetes, self-services, restaurantes e conveniências, são uma escolha perfeita para emprender, tudas elas tem a versão no segmento franquia.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *