Le Pain Quotidien uma das mais originais franquias de padaria no mercado brasileiro

Hoje domingo antes de assistir a Final de Basquete dos Jogos Olímpicos entre Espanha e os EUA tinha combinado para levar a minha namorada a Le Pan Quotidien franquia belga que acaba de abrir no Itaim Bibi.

Le Pain Quotidien é uma das mais originais franquias de padaria no mercado Brasileiro. A inauguração em Itaim Bibi coincide com a abertura de outra padaria Mr .Baker, na Pedroso de Alvarenga, com um estilo próprio mais brasileiro mais descontraido. Esta padaria está tendo sucesso entre os paulistanos, que desfrutam de um lanche, um café o um shake e pode ser considerado um concorrente da franquia que vamos analisar. Mas voltemos para Le Pain. Poderiamos definir esta franquia, como uma padaria que também oferece doces, lanches, sopas e cafés, que vende pães, geleias e pastas de chocolate, sempre orgânicos (também óleo de oliva) dentro de uma atmosfera vintage cheia de madeira.

A música clássica caracteriza a atmosfera relaxante. O uso da madeira predomina na loja. As duas coisas que destacam quando entramos é o balcão com os pães e uma mesa grande comunitária de madeira.  O local tem mais mesas de madeira mas a idéia da mesa comunitária é um jeito original de compartilhar a mesas com desconhecidos e também as geléias ou pastas de chocolate. Este conceito triunfa em cidades como Paris, Los Angeles, Dubai ou Madri.

Nossa escolha hoje não foi a mesa comunitária, pois eu quis analisar tranquilamente cada detalhe da experiência Le Pain. Tinhamos claro que iamos pedir o menu café da manhã com um suco, doce (croissant ou croissant com chocolate) cesto de paes, bebida quente (nos escolhimos o chocolate sem duvidas).  O tempo de atendimento foi bom, o garçonete foi gentil e não demorou muito para recebir em este ordem: guardanapo com garfo e faca, os sucos,  o bowl com leite e a jarra com chocolate e a cesta com 3 tipos de pão e o croissant. Depois demorou um pouco para a manteiga e as geléias e as pastas de chocolates. Uma garota nos perguntou por as nossas preferências, que foram:

– geléia de framboesa, geléia de blueberry

– pasta de amendoim, pasta de chocolate branco, pasta de chocolate belga, pasta de avelã com chocolate.

Uma bandeja para cada um tivesse sido bem legal. O suco numa taça vintage, em vez de num copo e colherzinhas em vez de garfos gigantes tivesse ajudado. O chocolate excelente belga não estava quente quente, o croissant também não estava quente e os pães eram escassos. O preço do menú R$24,00. Para mim um preço elevado para o tamanho da bebida e a quantidade dos pães, mas sem dúvida uma boa escolha em São Paulo para um café de amanhã ao estilo europeo, embora que eu acho este estilo vai mais do gosto feminino que ao masculino.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *